BRASIL, Sudeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Música, Livros, Filmes

 

   

 
     

        Los hermanos
      Silverchair
      Smashing Pumpkins
      fotolog da Denise
      Fotolog da Mayara
      Fotolog da Anaynah
      Blog do Matheus
      Blog do Leandro
      Blog da Mayara
      UOL - O melhor conteúdo
      BOL - E-mail grátis
      Blog do Thiago
      Blog da Mônica












     

       

       


     
     
    My melancholy and infinite sadness



    Adeus!

    Hoje venho somente me despedir.
    Foi bom o tempo em que eu escrevia nesse blog...

    Mas agora só escreverei nesse aqui: http://larrysininho.blogspot.com

    "Adeus você, eu hoje vou pro lado de lado, eu tô levando tudo de mim..."


     



    Escrito por Larry às 11h53
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Barbie Rainha Elizabeth

    Um dia vou comprar essa Barbie ! Ah vou!

    Olha só que linda! Só R$ 600,00 ! Olha que baratinho... Que sonho...Mas é maravilhosa!



    Escrito por Larry às 13h08
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Quero Pucca! Quero Pucca!

    Ai que fofooooo nhooowww! Pedi p/ minha irmã (que tem uma amiga que trabalha no Mc Donald´s) arrumar p/ mim esses bonequinhos do Mc Lanche Feliz. Mas até agora naaadaaa...

    Ai ai ai... Quero Pucca! Quero Pucca! É uma gracinha, acendem luzinhas, a Pucca fica com as bochechas coradas de vergonha, o Garu queima a testa de nervoso e o Mio brilha os olhinhos amarelos. Nhoowwwm!

    Mas é um roubo, R$ 10,50 cada Mc Lanche feliz e só o brinquedinho é R$ 9,50 cada... Absurdo! Que merda, tô sem grana, o jeito é esperar mesmo...



    Escrito por Larry às 14h05
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Fadinha lindinha do cabelo cor de rosa...

    ...traz estrelinhas coloridas de montão.

    Colore meus dias e noites com sua vara de condão.



    Escrito por Larry às 09h13
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Fiquei mais velha !!

    Vinte quatro anos já, como o tempo voa depois dos 18...

    Ainda lembro quando eu queria muito fazer 18 anos para poder enfim conquistar meu desejo maior que era poder dirigir.

    Depois disso, o tempo não foi piedoso comigo, como não é com ninguém. E tome 24 anos nas costas! (se eu fosse homem, tanto essa idade como essa frase ficariam muito feias, se é que me entendem).

    Bom, mas o motivo desse post de hoje, é agradecer a todos que se lembraram do meu aniversário (que foi dia 07/01) e me parabenizaram seja por telefonema, e-mails, recados no orkut, pessoalmente, enfim, mesmo que tenha apenas se lembrado devido ao "dedodurismo" do orkut ou de alguém mesmo, agradeço de coração pelos cumprimentos.

    Ao meu amor, não tenho nem palavras para agradecer. Tudo bem que se eu for parar e analisar usando minha própria filosofia, diria que nem posso agradecer a tudo que ele me deu de bom em meu aniversário, pois acredito que carinho a gente apenas recebe e dá, nada mais, não se deve agradecer carinho, porque é algo que vem do coração (quando sincero), sendo assim deve ser aceito e aproveitado. Mas, ao mesmo tempo, fico sem saber o que fazer com esse sentimento de gratidão que tenho pelo dia lindo que você me deu amor. Tanta atenção, cuidados, a flor linda que me deu, tudo que preparou para mim, o jantar e o bolo com direito a velinha roxa (que é minha cor favorita), enfim, mais um dia mágico como todos que tenho tido desde que te conheci. Amo você!

    Agradeço também a minha família, pai, mãe, irmãos que mesmo um pouco afastados, devido ao corre-corre diário (normal para todo mundo), ligaram para me parabenizar ou compareceram em casa para me ver.

    Ganhei jantar, bolo, carinho, atenção, abraços, beijos, presentes, surpresas, emoção, cartões, e-mails, recados, telefonemas...

    Hum... Com tudo isso, envelhecer fica bem menos doloroso.

     

    Começo com a foto das velinhas do bolo (que me esqueci de fotografar). Ah, detalhe na cor das velinhas, roxa, eu amo roxo e meu amor se lembrou até disso.

     

    Essa é a Orquídea linda que meu amor me deu. Adoro essa flor. Além disso, ele pensou até no fator super relevante de que ela só precisa ser regada 1 vez por semana, o que é ótimo para mim, pois isso é uma coisa que eu sempre esqueço de fazer. hehehe

     

    Minha irmã me deu esse par de brincos e essa pulseira com pingente de sapatinho de salto. Muito lindo, adoro prata.

     

    Esse lindo conjunto de cama e cobre leito eu ganhei da minha mãe. Já tá na cama.

    Bão, é isso. A todos muito obrigada por tudo mesmo, de coração.



    Escrito por Larry às 10h38
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    E as festas de fim de ano finalmente chegaram ao fim. Que frase cheia de fim...

    Chega de Simone cantando " ...Então é Natal...", de Show da Virada com o Faustão, ou até mesmo os intermináveis especiais com o Rei Roberto Carlos. Ufa! Já é janeiro, tenho uma pequena folga de baboseiras até chegar o maldito Carnaval. Como eu odeio Carnaval!

    O pior de tudo é a mentalidade do povo que acha a maior delícia ir para a praia nessas épocas.

    A coisa mais ridícula, chata, estressante e de péssimo gosto é ir para a praia nessas épocas.

    O proletariado todo junta uma graninha só para se dar a esse "luxo". Mas que luxo é esse? Vejamos:

    _Pegar uma fila enorme nos supermercados para fazer as comprar para levar na viagem;

    _ Enfrentar um trânsito horrível nas estradas, podendo até ficar horas no congestionamento;

    _ Chegar finalmente na praia e ver que não foi só você que teve essa idéia maravilhosa e ver que não há espaço para ser feliz;

    _ Tentar tomar um pouco de sol ou dar uns mergulhos na água, e ver suas expectativas frustradas por conta de tamanha concorrência;

    _ Ver cenas lindas de pessoas que beberam demais e ficam fazendo showzinhos pelas cidades praianas;

    _ Ter que se conformar com o modo de vida das pessoas que vão para a praia, o que inclui ouvir bastante funk, axé, sertanejo e pagode o dia todo onde quer que você vá;

    _ Gastar dinheiro a rodo com qualquer coisinha que se esqueceu de levar ou acabou precisando comprar por lá, já que os preços em supermercados ou lojas dessas cidades são absurdos, afinal, você é turista cheio da grana;

    _ Enfim arrumar as coisas para voltar, achando que teve a melhor férias do mundo;

    _ Enfrentar mais algumas horas de estrada e trânsito;

    _ Chegar em casa acabado mas, feliz pelo passeio maravilhoso.

    É, tem gosto para tudo mesmo, tem gente que gosta de sofrer, vai entender né.

    Aí sempre vem alguém e me pergunta: "Foi para a praia?"

    E me vem logo a vontade de responder: "Claro que não, eu não sou burra!"

    Mas então o bom senso responde: "Não, praia nesse período não faz meu tipo."

    E ainda recebo uma cara de quem tá me achando chata. Tá, eu sou mesmo!

    "Ah! Mas que sujeito chato sou eu

    Que não acha nada engraçado

    Macaco praia, carro, jornal, tobogã

    Eu acho tudo isso um saco"

    E acho mesmo, vou fazer o quê?

    Esse ano tive um Natal e Virada do ano, um tanto quanto country ou "cowntry" (como preferir) eu diria. Eu e meu lindinho fomos para Corumbataí.

    Para uma pessoa totalmente urbana como eu, confesso que levar uma vida num lugar mais "natural" pode não ser a melhor opção, mas apenas passar uns dias e curtir um pouco o sossego é a melhor coisa nesse período louco de festas.

    Muito verde, ar puro, cidade pequena, água boa (apesar de eu só beber coca-cola), comida saudável, enfim, uma ótima escolha.

    Deixo a vocês algumas fotos como lembrança. Devido a minha caipirice da "cidade grande", tirei algumas fotos de bois e vacas, já que não costumo ver isso no meu dia a dia, até vejo, mas em forma humana, se é que me entendem... O interessante foi ficar olhando para eles e repensar que por dia, milhares desses animais morrem para que carnívoros churrasqueiros possam devorá-los e satisfazer a gula.

    Bom, não tem areia e nem mar, mas tem sossego, o que pelo menos EU busco em minhas férias, pois agitação eu já tenho o ano todo.

         



    Escrito por Larry às 12h57
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    O príncipe do prédio alto e a mensagem num sábado a noite

    Nunca acreditei em felicidade, pois para mim ela é efêmera. Não somos felizes, apenas temos momentos de felicidade.

    Mas hoje, posso afirmar que nunca tive tantos momentos de felicidade como tenho tido nesses últimos 9 meses. Na verdade, esses últimos 9 meses foram e são os mais felizes de toda minha existência.

    Descobri enfim o que é o amor, mas não esse amor que tá na boca do povo e que todos acreditam que sentem. Falo de amor de verdade, incondicional, puro e verdadeiro, desses que todo mundo acha que já sentiu, acredita saber o que é, mas na verdade é para raros.

    Sinto-me feliz por ser uma pessoa rara, e mais ainda por ter a oportunidade de encontrar uma outra pessoa rara como eu.

    Sempre achei que não pertencia a esse mundo e nunca entendi muito bem minha essência, mas passei a entender melhor e sei que não estou sozinha aqui, perdida e sem rumo como achava antes. Encontrei um ser que veio do mesmo lugar que eu, me reconheceu, trouxe-me luz e hoje ilumina minha vida, defende-me de tudo e todos, sabe o que eu preciso, me acompanha e me faz feliz.

    Tenho um príncipe. Seja lá de onde viemos, tenho certeza que mesmo lá, ele já era uma pessoa rara.

    Gostaria que toda mulher pudesse ter o que eu tenho, mas como já disse, não diminuirei a "sorte", ou mérito, por ter sido escolhida para tê-lo comigo, acredito que se no meio de milhares de pessoas, fomos nos encontrar e nos escolher é porque merecemos um ao outro. Mas ainda assim penso que mesmo que hipoteticamente toda mulher deveria ter o direito ser feliz assim.

    Que mulher não gostaria de acordar todo dia com um telefonema do amado, lhe dizendo que te ama, que está com saudade e que está acordando mais cedo do que necessita diariamente só para ir te ver por 2 minutinhos que seja, antes de você entrar para o serviço?

    Receber mimos, chocolates, flores, bilhetes, presentinhos, elogios sinceros, dedicação, preocupação, carinho, atenção e conselhos. Ter alguém que te valorize, acredite em você e te apoie mesmo que não seja bem no que você acredita, mas que seja o melhor para você sempre.

    Todas as vezes que eu preciso dele sempre tá ali, nunca me deixa na mão e sabe tudo que preciso antes mesmo de eu mesma saber ou precisar.

    É o amigo de todas as horas e o namorado mais dedicado que alguém possa ter sonhado um dia encontrar.

    Pois é, essa é a pessoa maravilhosa que eu tenho a honra de ter ao meu lado. E não é só maravilhoso por tudo isso, como por muito mais. Eu poderia simplesmente ficar escrevendo horas e horas a respeito dele, mas nem assim seria o suficiente para descrever quem ele é, e o que representa para mim.

    Tem horas que fico parada pensando em tudo que passamos juntos e tudo que passamos para ficarmos juntos.

    Sempre fomos tão unidos, tão parecidos... Tão feitos um para o outro.

    É amor, você passou por muitas coisas para ficar comigo, você me escolheu e investiu o peso de toda uma vida para que a gente ficasse junto.

    Eu acreditei em você e no que eu estava sentindo. Era forte, real, vivo e lindo.

    Arrisquei tudo que eu tinha. E ganhei. Ganhei o presente mais lindo que a vida poderia ter me dado.

    Eu que sempre me achei a pessoa mais azarada do mundo, hoje vejo que na verdade estava apenas me preparando para poder ter você e te merecer.

    Sei que temos uma vida inteira juntos. Nossos planos são muitos, mas, maiores que eles são nossas conquistas diárias. A cada sorriso teu minha vida parece ter cada vez mais sentido, cada carinho seu faz com que eu me sinta a pessoa mais completa que existe. Nossas conversas, brincadeiras entrosadas que sempre temos, fazem com que eu perceba o quanto a vida é simples se soubermos aproveitá-la ao lado da pessoa certa.

    "...Demorei muito pra te encontrar, agora quero só você, seu jeito todo especial de ser, fico louca com você..."

    "...Eu nem sonhava amar desse jeito..."

    Ninguém nunca me respeitou, amou e me entendeu como você o faz.

    Nunca achei em toda minha vida que um dia alguém pudesse fazer uma loucura de amor por mim e que demonstrasse verdadeiramente um sentimento. Que me impressionasse ou deixasse emocionada como fiquei.

    Chorei demais, mas foi de muita emoção e alegria. Esse sábado dia 22/12/2007 vai ficar guardado dentro da minha memória e do meu coração.

    A felicidade veio forte demais e foi por sua causa, só sua viu.

    Não sei se alguém mais na cidade chegou a ver, mas com certeza se alguém viu, parou para pensar em seus próprios sentimentos e limites para amar.

    Eu pensei e percebi que nenhum de nós dois tem limites para isso.

    Do alto do prédio foi bem mais escandaloso, grandioso, lindo, emocionante, inesquecível, único e especial.

    Foi para mim, só para mim.

    Quem viu não sabia para quem era, mas eu sabia, nós dois sabíamos...

    E o que me emociona mais e mais a cada dia é que não são e não foram somente palavras numa noite de inspiração, são ações e demonstrações diárias, que valem mais do que tudo, e que estas sim, completam qualquer tipo de loucura de amor, porque tem história construída dia após dia.

    Amo você demais.

    Meu amor, meu namorado, meu homem, meu príncipe, minha vida.



    Escrito por Larry às 14h33
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Merry Christmas!

    Ah, não poderia deixar de desejar a todos um ótimo Natal, cheio de:

    • aumento do número de assaltos e furtos;
    • arrastões nas ruas dos centros comerciais das cidades;
    • concessão de indulto de Natal para presos;
    • aumento de pedintes nas ruas;
    • gente pobre dando uma de solidário enquanto gente rica se aproveita para abater no imposto de renda;
    • aumento do número de acidentes nas estradas;
    • comerciários trabalhando feito escravos para consumidores gastarem seu 13º em presentes e depois em janeiro, fazer empréstimos bancários para pagar IPVA e material escolar das crianças;
    • Santa Claus contratado para alegrar os filhos de ricos, que se divertem com mesas fartas, bicicletas novas e Playstation3;
    • Papai Noel dos Correios para os pobres.

    Festejemos!

    Feliz Natal!



    Escrito por Larry às 14h05
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




     

    Raro acontecer e acredito que seja inédito. Acordei com vontade de trabalhar.  Não apenas vontade ir trabalhar como adoro fazer todo dia só para ver meu amor, que por sinal, é minha única motivação para acordar, tomar banho, tomar meu café da manhã e seguir para o trabalho contente, pois sei que logo de manhã irei encontrar com ele e ao longo do dia também o verei de relance pelos corredores. Mas é que hoje, fora essa vontade gerada por uma motivação maior, acordei disposta a trabalhar mesmo.

    Não que eu seja preguiçosa, nunca fui, isso não faz parte da minha personalidade, mas acredito que essa vontade de trabalhar só consegue manifestar-se quando há suporte para tal. Quando a pessoa se realiza com o que faz acho muito normal que isso ocorra, mas não é meu caso.

    No começo vai, até poderia ser, acho que ainda me lembro de sentir-me empolgada para trabalhar, viver as novidades, conviver e analisar as pessoas novas do meu ambiente de trabalho.

    Mas depois de um certo tempo as novidades deixam de ser novidades, o relacionamento com as pessoas torna-se uma obrigação e tudo o que você achava interessante no começo por ser algo diferente, passa a ficar muito chato e entediante.

    Acordei com muito sono, como vem sendo normal esses dias, mas ao chegar em meu trabalho parece que despertei de uma tal maneira fantástica que até me assustou.

    Vontade de terminar coisas, procurar mais serviços que não são os meus (que já são muitos), alegria ao atender telefonemas e resolver problemas que se fosse no dia de ontem eu estaria me descabelando.

    Pode ser conseqüência da sexta-feira e a certeza de que só voltarei a trabalhar na quarta após o almoço, como pode ser também que hoje eu tenha acordado um pouco hiperativa, vai saber né...

    Só sei de uma coisa, logo passa.



    Escrito por Larry às 13h23
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Tem hora que é melhor não dizer nada...



    Escrito por Larry às 14h39
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    CD Novo do Silverchair - Young Modern

    * Ouvindo muito esse cd. Tudo de bom, essa música é perfeita!

    Those thieving birds (Part1) / Strange Behavior /

    Those thieving birds (Part2)

    Those thieving birds 
    Hang strung from an empty nest 
    This swan plagued pond 
    Foresaken and under whelmed 
    Those leaving words
    Hang strong from an emptiness
    Hang strong from an emptiness
    Those thieving birds
    Hang strung from an empty nest
    
    This is tearing me apart
    If the sun won't shine 
    Forever will never be fine
    Underneath the hollow ground
    Lies a night time sky
    For only a desperate eye
    
    When I'm paranoid I see walls behind walls behind
    walls 
    When I'm over joyed I see falls over falls over falls
    When I'm all alone I'll be wary and careful to 
    Only eat with uncles 
    Never talk to strangers 
    God is in the kitchen 
    Faking baby dangers 
    
    Change whatever karma means 
    For the only things that end never truly begin
    If this streets air ain't up to par
    I'll take my clothes and take this strange behaviour
    Not only liked but loved as well
    If this streets air ain't up to par
    I'll take my clothes and take this strange behaviour
    Not only liked but loved as well
    
    If this keeps tearing me apart
    The walls come down won't stop this empty feeling
    For everything apart from this
    
    Lonely in life 
    Dead or alive 
    If the truth had incursions
    No more goodbyes 
    No more big lies
    If the truth had versions
    As long as you and I are together
    I'll hold onto the jewellery
    Like staple strapped clenched fist and tongs 
    
    Hang strung from an empty nest
    Those thieving birds
    Hang strung from an empty nest


    Escrito por Larry às 13h25
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Agora sim estou de férias de verdade!

    Ufa! Agora sim o alívio apareceu e finalmente posso me considerar de férias.

    Ainda tava com medão de ficar em alguma matéria, mais especificamente em duas, Literatura Brasileira e Linguística. Mas acabou dando tudo certo.

    Literatura Brasileira me assustou bastante pela N1, que a classe toda ficou com média 4 e 5. Achei esquisito pois teve gente que não fez metade do que eu fiz e ficou com 5 e teve gente que fez muito mais e ficou com 4. Vai entender né... Mas, tudo bem...

    Linguística eu tava com receio de ter feito muita besteira na última prova. Realmente fiz, mas tá valendo, ainda assim consegui uma nota razoável.

    É, agora é continuar curtindo as férias, só que agora bem mais sossegada. Preciso aproveitar bastante, desestressar e relaxar, porque ano que vem promete. Mais estágios de regência (dessa vez em Rio Claro), relatórios de estágio, provas, trabalhos, TCC, comissão de formatura (fui inventar né) e tuuudo mais.

    Ai ai, não quero nem pensar nisso agora, deixa eu voltar a pensar na alegria de saber que estou de férias! Apesar do humor de hoje não estar nada bom...



    Escrito por Larry às 13h02
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Chico Buarque - Ciranda Da Bailarina

    Procurando bem

    Todo mundo tem pereba

    Marca de bexiga ou vacina

    E tem piriri, tem lombriga, tem ameba

    Só a bailarina que não tem

    E não tem coceira

    Berruga nem frieira

    Nem falta de maneira

    Ela não tem

    Futucando bem

    Todo mundo tem piolho

    Ou tem cheiro de creolina

    Todo mundo tem um irmão meio zarolho

    Só a bailarina que não tem

    Nem unha encardida

    Nem dente com comida

    Nem casca de ferida

    Ela não tem

    Não livra ninguém

    Todo mundo tem remela

    Quando acorda às seis da matina

    Teve escarlatina

    Ou tem febre amarela

    Só a bailarina que não tem

    Medo de subir, gente

    Medo de cair, gente

    Medo de vertigem

    Quem não tem

    Confessando bem

    Todo mundo faz pecado

    Logo assim que a missa termina

    Todo mundo tem um primeiro namorado

    Só a bailarina que não tem

    Sujo atrás da orelha

    Bigode de groselha

    Calcinha um pouco velha

    Ela não tem

    O padre também

    Pode até ficar vermelho

    Se o vento levanta a batina

    Reparando bem, todo mundo tem pentelho

    Só a bailarina que não tem

    Sala sem mobília

    Goteira na vasilha

    Problema na família

    Quem não tem

    Procurando bem

    Todo mundo tem...



    Escrito por Larry às 12h53
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Quero emagrecer!

    Hoje acordei paranóica. Quero emagrecer a qualquer custo.

    Porque antes eu era praticamente uma Olívia Palito e hoje sou quase uma Willy? Tá tudo errado, olho em volta e vejo pessoas que antes eram muito gordas e hoje são mais magras que eu. Revejo algum conhecido(a) e tá mais magro(a), reencontro um parente e também tá mais magro, poxa, só eu que estou engordando? Parece que o passar dos anos emagreceu todo mundo e mandou as gorduras p/ mim, não é possível.

    Fico depressiva mesmo, quando vou comprar roupas. Nossa, que inferno que é, nada serve, nada fica legal, dá uma vontade de virar Hare Krishna só para usar aquelas roupas cheias de panos e esconder a gordura toda.

    Pior ainda é aliar esses fatos, ao meu estado psicológico da semana, TPM além de deixar a mulher maluca, ainda deixa inchada. Então a gordura fica ainda mais monstruosa e a gente se desespera mais do que nos outros dias.

    Quero emagrecer, quero voltar a ser Olívia Palito. Ahhhhhh!!!!! Parei de comer, pronto, agora emagreço ou morro!

     



    Escrito por Larry às 11h27
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




    Só p/ constar... Raulzito em pessoa? Não, em cão!



    Escrito por Larry às 10h43
    [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]